A ABBTUR RESOLUÇÕES INSTITUCIONAIS

 

RESOLUÇÃO ABBTUR NACIONAL nº 010/2021



A Presidência da ABBTUR Nacional no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 31 e Art. 34, para fins previstos no Estatuto Social, considerando a decisão da Diretoria proferida em reunião realizada virtualmente na data de vinte e um de maio do ano de dois mil e vinte, haja vista o impacto econômico da pandemia do COVID 19, ad referendum, RESOLVE:

Art. 1º - Resolve atender e estender de forma independente e descentralizada as demandas das seccionais ativas, e as seccionais em fase de reestruturação e/ou de fundação por meio da constituição de grupos gestores legais.

Com o objetivo de dar celeridade conjuntamente com o planejamento 2020/2025 com planos de ações a serem desenvolvidas pela diretoria da nacional por meio desta resolução criar o Grupo Gestor do Estado do Piauí, com os seguintes coordenadores conforme abaixo:

• ALEX ALBUQUERQUE SOUZA, afiliado a ABBTUR Nacional 16.249-PI na categoria efetivo, portador do RG 3894757-SSP-PI, CPF 034.072.123-56 – como Coordenador Geral;
• ANA ANGÉLICA FONSECA COSTA, afiliada a ABBTUR Nacional 16.014-PI na categoria efetiva, portadora do RG 1154999-SSP-PI, CPF 517.509.293-68 – como Coordenadora;
• ANNA KAROLINA PEREIRA DOS SANTOS, afiliada a ABBTUR Nacional 15.662-PI na categoria efetiva, portadora do RG 2303764-SSP-PI, CPF 673.141.473-53 – como Coordenadora;
• GABRIELA LOPES DE ALMEIDA SOARES, afiliada a ABBTUR Nacional 16.250-PI na categoria efetiva, portadora do RG 3488120-SSP-PI, CPF 020.831.423-73 – como Coordenadora;
• DENISE COSTA SILVA, afiliada a ABBTUR Nacional 16.251-PI na categoria efetiva, portadora do RG 3488120-SSP-PI, CPF 020.831.423-73 – como Coordenadora;

Devidamente regularizados e em dia com seus compromissos estatutários, serão os representantes da ABBTUR Nacional, para a criação da Seccional Piauí, de acordo com termo de voluntariado devidamente formalizado com os afiliados supracitados, firmado com esta presidência e o Grupo Gestor, com os seguintes poderes e obrigações conforme abaixo:

Esta forma de cooperação permite contar com o apoio voluntário desses turismólogos em toda a região do Estado de Piauí, no desenvolvimento e reestruturação da vacância dos quadros diretivos na seccional piauienses e tenham sido avaliadas positivamente nas suas condições de funcionamento, de forma real e jurídica constituída.

1. Acompanhar e restabelecer o processo de reestruturação da gestão administrativa, financeira e institucional no seu Estado, incluindo:
a. Realizar o processo eleitoral para eleger nova diretoria e comitês, em parâmetro de comprometimento ético e profissional, com critério e qualidade, no mais curto prazo possível;
b. Se responsabilizar, convocar, constituir e conduzir o processo eleitoral até a posse, estabelecendo um grupo de trabalho temporário a chamado de Grupo Gestor da ABBTUR Seccional Piauí;
c. Atender as demandas dos afiliados, bacharéis, tecnólogos, provisionados, parceiros, prestadores de serviços e órgãos públicos, com prevê o estatuto da ABBTUR.
2. Representar institucionalmente e oficialmente ambas as entidades ABBTUR Nacional e ABBTUR Seccional Piauiense, sempre que necessário convidado e/ou solicitado, garantindo a participação nas ações e as relações com órgãos delegados do Estado e municípios do estado de Piauí, nos conselhos estaduais, conselhos municipais, fóruns, reuniões, e discussões do setor do turismo e seus segmentos, patrimônio cultural, entre outros;
3. Organizar e executar ações, estudos e pesquisas que beneficiem a entidade, inclusive com busca de receita para a entidade;
4. Manter e promover o quadro de afiliações para as categorias definidas pelo estatuto, e trabalhar em prol dos afiliados e segmento;
5. Promover acertos e ajustes financeiros com a ABBTUR Nacional e buscar equilíbrio financeiro com a Seccional;
6. Promover relacionamento com instituições de ensino, que disponham de cursos voltados para o turismo e seus profissionais;
7. Manter sob sua guarda documentos, recursos e patrimônio adquiridos pela entidade ao longo de sua existência;
8. Apresentar a ABBTUR Nacional um plano de ação, e posteriormente a cada semestre, prestação de contas e o relatório de ações empreendidas;
9. A atuação pessoal e profissional do voluntário não implicará em forma de remunerações e ganhos financeiros e nem mesmo de cargos futuros, mas não o impedimento de fazer parte de chapas que venham a concorrer à eleição, cumprindo-se o estatuto, regulamento e regimento da seccional;
10. O prazo vigente deste termo é no máximo de um ano, podendo ser modificado para mais ou para menos tempo, dependendo da necessidade e circunstâncias em que se encontre a seccional, conforme análise das partes.

Todo o grupo de turismólogos e profissionais de turismo precisam estar unidos e apoiados em suas metas estratégicas e as seccionais deverão seguir o mesmo foco de propósitos e atuação. Portanto, a presidência solicita o alinhamento de toda a equipe e assim tornaremos nossos afiliados satisfeitos e colaboradores para captar novos integrantes para a maior rede de profissionais especializados e de interesse público do Brasil.

Art. 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação no site da ABBTUR Nacional, e por comunicação via e-mail.

Rio de Janeiro, 13 de janeiro de 2021.


Lenora Horn Schneider
Presidente da ABBTUR Nacional
 

 

 

 

RESOLUÇÃO ABBTUR NACIONAL nº 009/2020

 

A Presidência da ABBTUR Nacional no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 31 e Art. 34, para fins previstos no Estatuto Social, considerando a decisão da Diretoria proferida em reunião realizada virtualmente na data de primeiro de agosto do ano de dois mil e vinte, haja vista o impacto econômico da pandemia do COVID 19, ad referendum, por meio de reunião do conselho nacional da ABBTUR RESOLVE:

Art. 1º - Resolve atender e estender de forma independente e descentralizada as demandas aos associados da ABBTUR Nacional, o desconto de 50% (cinqüenta por cento) da anuidade 2020-2021 para os associados e novas afiliações no período de 15 de agosto a 30 de setembro, em todas as categorias, são elas: Turismólogo/a - Bacharel, Professor/a, Estudante, Turismólogo/a - Tecnólogo/a, Turismólogo/a - Licenciado/a - com Licenciatura Plena em Turismo, Técnico, Profissional, Turismólogo/a - provisionados, pessoa jurídica.

Com o objetivo de dar desconto alusivo à comemoração ao dia mundial do turismo, e dia nacional do turismólogo, comemorado dia 27 de setembro:

Ficando assim devidamente regularizados e em dia com seus compromissos estatutários, os turismólogos e profissionais de turismo afiliados junto da ABBTUR Nacional.

Todo o grupo de turismólogos e profissionais de turismo precisam estar unidos e apoiados em suas metas estratégicas e as seccionais deverão seguir o mesmo foco de propósitos e atuação. Portanto, a presidência solicita o alinhamento de toda a equipe e assim tornaremos nossos afiliados satisfeitos e colaboradores para captar novos integrantes para a maior rede de profissionais especializados e de interesse público do Brasil.

Art. 2º - Esta Resolução entrará em vigor a partir da data de sua publicação no site da ABBTUR Nacional, e por comunicação via e-mail.

 

Rio de Janeiro, 05 de agosto de 2020.



Lenora Horn Schneider
Presidente da ABBTUR Nacional
 

 

RESOLUÇÃO ABBTUR NACIONAL nº 008/2020


A Presidência da ABBTUR Nacional no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 31 e Art. 34, para fins previstos no Estatuto Social, considerando a decisão da Diretoria proferida em reunião realizada virtualmente na data de vinte e um de maio do ano de dois mil e vinte, haja vista o impacto econômico da pandemia do COVID 19, ad referendum, RESOLVE:

Art. 1º - Resolve atender e estender de forma independente e descentralizada as demandas das seccionais ativas, e as seccionais em fase de reestruturação e/ou de fundação por meio da constituição de grupos gestores legais.

Com o objetivo de dar celeridade conjuntamente com o planejamento 2020/2025 com planos de ações a serem desenvolvidas pela diretoria da nacional por meio desta resolução criar o Grupo Gestor do Distrito Federal, com os seguintes coordenadores conforme abaixo:

• José Eduardo de Miranda, afiliado a ABBTUR Nacional 15.421-DF na categoria efetivo, portador do RG 1.448.750-SSP-PE, CPF 172.755.124-91, como Coordenador Geral;
• Daniela Maria de Freitas Furtado, afiliada a ABBTUR Nacional 15.975-DF na categoria efetivo, portadora do RG: 3580535 SSP-DF, CPF: 042.833.854-25– como Coordenadora;
• Laércio Bezerra Falcão Neto, afiliado a ABBTUR Nacional 15.725-DF na categoria efetivo, portador do RG 2715630-SSP-AP, CPF 581.477.132-15 – como Coordenador;
• Nilton Lafuente, afiliado a ABBTUR Nacional 16.150-DF na categoria efetiva, portador do OAB/DF 16858, CPF 19662670963 – como Coordenador;
• Diego Estrela Leal, afiliado a ABBTUR Nacional 15.768-DF na categoria efetivo, portador do RG: 3495312– SESP-DF, CPF: 704.772.051-00, como Coordenador;
• Fábio Berquó Gomes, afiliado a ABBTUR Nacional 16.164-DF na categoria efetivo, portador do RG 5778896-SSP-GO, CPF 001.652.931-60 – como Coordenador;
• Lidiane de Farias Magalhães Leite, afiliada a ABBTUR Nacional 16.233-DF na categoria efetiva, portadora do RG 2010600-SSP-DF, CPF 725.059.661-68 – como Coordenadora;
• Kerlei Eniele Sonaglio, afiliada a ABBTUR Nacional 16.243-DF na categoria efetiva, portadora do RG 3347030-SSP-SC, CPF 021.062.389-67 – como Coordenadora;
• Livia Cristina Barros Da Silva Wiesinieski, afiliada a ABBTUR Nacional 16.244-DF na categoria efetiva, portador do RG 3255163-SSP-DF, CPF 064.005.066-24 – como Coordenadora;
• Fausto Antonio de Freitas Junior, afiliado a ABBTUR Nacional 16.262-DF na categoria efetivo, portador do RG 1649177-SSP-DF, CPF 804.578.601-97 – como Coordenador;

Devidamente regularizados e em dia com seus compromissos estatutários, serão os representantes da ABBTUR Nacional, para a criação da Seccional Distrito Federal, de acordo com termo de voluntariado devidamente formalizado com os afiliados supracitados, firmado com esta presidência e o Grupo gestor, com os seguintes poderes e obrigações conforme abaixo:

Esta forma de cooperação permite contar com o apoio voluntário desses turismólogos em toda a região do Estado de Distrito Federal, no desenvolvimento e reestruturação da vacância dos quadros diretivos na seccional Distrito Federal, e tenham sido avaliadas positivamente nas suas condições de funcionamento, de forma real e jurídica constituída.

1. Acompanhar e restabelecer o processo de reestruturação da gestão administrativa, financeira e institucional no seu Distrito Federal, incluindo:
a. Realizar o processo eleitoral para eleger nova diretoria e comitês, em parâmetro de comprometimento ético e profissional, com critério e qualidade, no mais curto prazo possível;
b. Se responsabilizar, convocar, constituir e conduzir o processo eleitoral até a posse, estabelecendo um grupo de trabalho temporário a chamado de Grupo Gestor da ABBTUR Seccional Distrito Federal;
c. Atender as demandas dos afiliados, bacharéis, tecnólogos, provisionados, parceiros, prestadores de serviços e órgãos públicos, com prevê o estatuto da ABBTUR.
2. Representar institucionalmente e oficialmente ambas as entidades ABBTUR Nacional e ABBTUR Seccional Distrito Federal, sempre que necessário convidado e/ou solicitado, garantindo a participação nas ações e as relações com órgãos delegados do Distrito Federal e regiões administrativas, n os conselhos distritais, conselhos regionais administrativos, fóruns, reuniões, e discussões do setor do turismo e seus segmentos, patrimônio cultural, entre outros;
3. Organizar e executar ações, estudos e pesquisas que beneficiem a entidade, inclusive com busca de receita para a entidade;
4. Manter e promover o quadro de afiliações para as categorias definidas pelo estatuto, e trabalhar em prol dos afiliados e segmento;
5. Promover acertos e ajustes financeiros com a ABBTUR Nacional e buscar equilíbrio financeiro com a Seccional;
6. Promover relacionamento com instituições de ensino, que disponham de cursos voltados para o turismo e seus profissionais;
7. Manter sob sua guarda documentos, recursos e patrimônio adquiridos pela entidade ao longo de sua existência;
8. Apresentar a ABBTUR Nacional um plano de ação, e posteriormente a cada semestre, prestação de contas e o relatório de ações empreendidas;
9. A atuação pessoal e profissional do voluntário não implicará em forma de remunerações e ganhos financeiros e nem mesmo de cargos futuros, mas não o impedimento de fazer parte de chapas que venham a concorrer à eleição, cumprindo-se o estatuto, regulamento e regimento da seccional;
10. O prazo vigente deste termo é no máximo de um ano, podendo ser modificado para mais ou para menos tempo, dependendo da necessidade e circunstâncias em que se encontre a seccional, conforme análise das partes.

Todo o grupo de turismólogos e profissionais de turismo precisam estar unidos e apoiados em suas metas estratégicas e as seccionais deverão seguir o mesmo foco de propósitos e atuação. Portanto, a presidência solicita o alinhamento de toda a equipe e assim tornaremos nossos afiliados satisfeitos e colaboradores para captar novos integrantes para a maior rede de profissionais especializados e de interesse público do Brasil.

Art. 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação no site da ABBTUR Nacional, e por comunicação via e-mail.

Rio de Janeiro, 05 de agosto de 2020.
 


Lenora Horn Schneider
Presidente da ABBTUR Nacional
 

 

 

 RESOLUÇÃO ABBTUR NACIONAL nº 007/2020



A Presidência da ABBTUR Nacional no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 31 e Art. 34, para fins previstos no Estatuto Social, considerando a decisão da Diretoria proferida em reunião realizada virtualmente na data de vinte e um de maio do ano de dois mil e vinte, haja vista o impacto econômico da pandemia do COVID 19, ad referendum, RESOLVE:

Art. 1º - Resolve atender e estender de forma independente e descentralizada as demandas das seccionais ativas, e as seccionais em fase de reestruturação e/ou de fundação por meio da constituição de grupos gestores legais.

Com o objetivo de dar celeridade conjuntamente com o planejamento 2020/2025 com planos de ações a serem desenvolvidas pela diretoria da nacional por meio desta resolução criar o Grupo Gestor do Estado de Mato Grosso, com os seguintes coordenadores conforme abaixo:

• Alex Vieira de Deus, afiliado a ABBTUR Nacional 16.157-MT na categoria efetivo, portador do RG 11.313.781-SSP-MT, CPF 985.920.841-72, como Coordenador Geral;
• Débora Moreira de Melo, afiliada a ABBTUR Nacional 16.229-MT na categoria efetiva, portadora do RG 15663809-SSPMT, CPF 008.778.951-55, como coordenadora;
• João Eduardo Sá Moreira Costa Brito, afiliado a ABBTUR Nacional 13.828-MT na categoria efetivo, portador do RG 12.484.040-MT, CPF 000.421.591-56 – como Coordenador;
• Ângela Maria Carrión Carracedo Ozelame, afiliado a ABBTUR Nacional 16.227-MT na categoria efetivo, portadora do RG: 0622363-0 SSP-MT, CPF: 362.649.701-15 – como Coordenadora;
• Glaucia Regina da Silva, afiliado a ABBTUR Nacional 16.228-MT na categoria efetivo, portadora do RG: 0539453-8 SSP-MT, CPF: 695.818.001-15– como Coordenadora;
• Vanice Marques, afiliado a ABBTUR Nacional 16.234-MT na categoria efetivo, portadora do RG: 2860016-9 SSP-MT, CPF: 542.177.091-53– como Coordenadora;

Devidamente regularizados e em dia com seus compromissos estatutários, serão os representantes da ABBTUR Nacional, para a criação da Seccional Mato Grosso, de acordo com termo de voluntariado devidamente formalizado com os afiliados supracitados, firmado com esta presidência e o Grupo gestor, com os seguintes poderes e obrigações conforme abaixo:

Esta forma de cooperação permite contar com o apoio voluntário desses turismólogos em toda a região do Estado de São Paulo, no desenvolvimento e reestruturação da vacância dos quadros diretivos na seccional Mato Grosso, e tenham sido avaliadas positivamente nas suas condições de funcionamento, de forma real e jurídica constituída.

1. Acompanhar e restabelecer o processo de reestruturação da gestão administrativa, financeira e institucional no seu Estado, incluindo:
a. Realizar o processo eleitoral para eleger nova diretoria e comitês, em parâmetro de comprometimento ético e profissional, com critério e qualidade, no mais curto prazo possível;
b. Se responsabilizar, convocar, constituir e conduzir o processo eleitoral até a posse, estabelecendo um grupo de trabalho temporário a chamado de Grupo Gestor da ABBTUR Seccional Mato Grosso;
c. Atender as demandas dos afiliados, bacharéis, tecnólogos, provisionados, parceiros, prestadores de serviços e órgãos públicos, com prevê o estatuto da ABBTUR.
2. Representar institucionalmente e oficialmente ambas as entidades ABBTUR Nacional e ABBTUR Seccional Mato Grosso, sempre que necessário convidado e/ou solicitado, garantindo a participação nas ações e as relações com órgãos delegados do Estado e municípios mato-grossenses, nos conselhos estaduais, conselhos municipais, fóruns, reuniões, e discussões do setor do turismo e seus segmentos, patrimônio cultural, entre outros;
3. Organizar e executar ações, estudos e pesquisas que beneficiem a entidade, inclusive com busca de receita para a entidade;
4. Manter e promover o quadro de afiliações para as categorias definidas pelo estatuto, e trabalhar em prol dos afiliados e segmento;
5. Promover acertos e ajustes financeiros com a ABBTUR Nacional e buscar equilíbrio financeiro com a Seccional;
6. Promover relacionamento com instituições de ensino, que disponham de cursos voltados para o turismo e seus profissionais;
7. Manter sob sua guarda documentos, recursos e patrimônio adquiridos pela entidade ao longo de sua existência;
8. Apresentar a ABBTUR Nacional um plano de ação, e posteriormente a cada semestre, prestação de contas e o relatório de ações empreendidas;
9. A atuação pessoal e profissional do voluntário não implicará em forma de remunerações e ganhos financeiros e nem mesmo de cargos futuros, mas não o impedimento de fazer parte de chapas que venham a concorrer à eleição, cumprindo-se o estatuto, regulamento e regimento da seccional;
10. O prazo vigente deste termo é no máximo de um ano, podendo ser modificado para mais ou para menos tempo, dependendo da necessidade e circunstâncias em que se encontre a seccional, conforme análise das partes.

Todo o grupo de turismólogos e profissionais de turismo precisam estar unidos e apoiados em suas metas estratégicas e as seccionais deverão seguir o mesmo foco de propósitos e atuação. Portanto, a presidência solicita o alinhamento de toda a equipe e assim tornaremos nossos afiliados satisfeitos e colaboradores para captar novos integrantes para a maior rede de profissionais especializados e de interesse público do Brasil.

Art. 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação no site da ABBTUR Nacional, e por comunicação via e-mail.



Rio de Janeiro, 05 de agosto de 2020.


Lenora Horn Schneider
Presidente da ABBTUR Nacional

 

 


RESOLUÇÃO ABBTUR NACIONAL nº 006/2020



A Presidência da ABBTUR Nacional no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 31 e Art. 34, para fins previstos no Estatuto Social, considerando a decisão da Diretoria proferida em reunião realizada virtualmente na data de vinte e um de maio do ano de dois mil e vinte, haja vista o impacto econômico da pandemia do COVID 19, ad referendum, RESOLVE:

Art. 1º - Resolve atender e estender de forma independente e descentralizada as demandas das seccionais ativas, e as seccionais em fase de reestruturação e/ou de fundação por meio da constituição de grupos gestores legais.

Com o objetivo de dar celeridade conjuntamente com o planejamento 2020/2025 com planos de ações a serem desenvolvidas pela diretoria da nacional por meio desta resolução criar o Grupo Gestor do Estado de São Paulo, com os seguintes coordenadores conforme abaixo:

Milton Ribeiro Craveiro Júnior, afiliado a ABBTUR Nacional 15.875-SP na categoria efetivo, portador do RG 29.880.058-5-SSP-SP, CPF 178.523.348-30 – como Coordenador Geral;
Maria José Giaretta, afiliada a ABBTUR Nacional 10.587-SP na categoria efetiva, portadora do RG 9.294.533-SSP-SP, CPF 965.590.208-00 – como Coordenadora;
Marlene Matias, afiliada a ABBTUR Nacional 11.800-SP na categoria efetiva, portadora do RG 5.954.337-1-SSP-SP, CPF 771.963.508-63 – como Coordenadora;
Edilson Anastácio de Farias, afiliado a ABBTUR Nacional 15.798-SP na categoria efetivo, portadora do RG 216.598.862-SSP-SP, CPF 115.315.478-18 – como Coordenador;
Noeli Gutierrez Martins, afiliada a ABBTUR Nacional 15.301-SP na categoria efetiva, portadora do RG 12.135.432-5-SSP-SP, CPF 007.005.638-22 – como Coordenadora;
Renata Maria Ribeiro, afiliada a ABBTUR Nacional 15.887-SP na categoria efetiva, portadora do RG 3.950.612-2-SSP-SP, CPF 757.663.709-97 – como Coordenadora.

Devidamente regularizados e em dia com seus compromissos estatutários, serão os representantes da ABBTUR Nacional, para a criação da Seccional São Paulo, de acordo com termo de voluntariado devidamente formalizado com os afiliados supracitados, firmado com esta presidência e o Grupo gestor, com os seguintes poderes e obrigações conforme abaixo:

Esta forma de cooperação permite contar com o apoio voluntário desses turismólogos em toda a região do Estado de São Paulo, no desenvolvimento e reestruturação da vacância dos quadros diretivos na seccional paulista, e tenham sido avaliadas positivamente nas suas condições de funcionamento, de forma real e jurídica constituída.

1. Acompanhar e restabelecer o processo de reestruturação da gestão administrativa, financeira e institucional no seu Estado, incluindo:
a. Realizar o processo eleitoral para eleger nova diretoria e comitês, em parâmetro de comprometimento ético e profissional, com critério e qualidade, no mais curto prazo possível;
b. Se responsabilizar, convocar, constituir e conduzir o processo eleitoral até a posse, estabelecendo um grupo de trabalho temporário a chamado de Grupo Gestor da ABBTUR Seccional São Paulo;
c. Atender as demandas dos afiliados, bacharéis, tecnólogos, provisionados, parceiros, prestadores de serviços e órgãos públicos, com prevê o estatuto da ABBTUR.
2. Representar institucionalmente e oficialmente ambas as entidades ABBTUR Nacional e ABBTUR Seccional São Paulo, sempre que necessário convidado e/ou solicitado, garantindo a participação nas ações e as relações com órgãos delegados do Estado e municípios paulistas, nos conselhos estaduais, conselhos municipais, fóruns, reuniões, e discussões do setor do turismo e seus segmentos, patrimônio cultural, entre outros;
3. Organizar e executar ações, estudos e pesquisas que beneficiem a entidade, inclusive com busca de receita para a entidade;
4. Manter e promover o quadro de afiliações para as categorias definidas pelo estatuto, e trabalhar em prol dos afiliados e segmento;
5. Promover acertos e ajustes financeiros com a ABBTUR Nacional e buscar equilíbrio financeiro com a Seccional;
6. Promover relacionamento com instituições de ensino, que disponham de cursos voltados para o turismo e seus profissionais;
7. Manter sob sua guarda documentos, recursos e patrimônio adquiridos pela entidade ao longo de sua existência;
8. Apresentar a ABBTUR Nacional um plano de ação, e posteriormente a cada semestre, prestação de contas e o relatório de ações empreendidas;
9. A atuação pessoal e profissional do voluntário não implicará em forma de remunerações e ganhos financeiros e nem mesmo de cargos futuros, mas não o impedimento de fazer parte de chapas que venham a concorrer a eleição, cumprindo-se o estatuto, regulamento e regimento da seccional;
10. O prazo vigente deste termo é no máximo de um ano, podendo ser modificado para mais ou para menos tempo, dependendo da necessidade e circunstâncias em que se encontre a seccional, conforme análise das partes.

Todo o grupo de turismólogos e profissionais de turismo precisam estar unidos e apoiados em suas metas estratégicas e as seccionais deverão seguir o mesmo foco de propósitos e atuação. Portanto, a presidência solicita o alinhamento de toda a equipe e assim tornaremos nossos afiliados satisfeitos e colaboradores para captar novos integrantes para a maior rede de profissionais especializados e de interesse público do Brasil.

Art. 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação no site da ABBTUR Nacional, e por comunicação via e-mail.

Rio de Janeiro, 21 de maio de 2020.


Lenora Horn Schneider
Presidente da ABBTUR Nacional
 

 

 

RESOLUÇÃO ABBTUR NACIONAL nº 005/2020



A Presidência da ABBTUR Nacional no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 31 e Art. 34, para fins previstos no Estatuto Social, considerando a decisão da Diretoria proferida em reunião realizada virtualmente na data de vinte e um de maio do ano de dois mil e vinte, haja vista o impacto econômico da pandemia do COVID 19, ad referendum, RESOLVE:

Art. 1º - Resolve atender e estender de forma independente e descentralizada as demandas das seccionais ativas, e as seccionais em fase de reestruturação e/ou de fundação por meio da constituição de grupos gestores legais. Portanto as reuniões poderão ser agendadas e realizadas virtualmente com a Diretoria Executiva por meio de e-mail com pauta a ser considerada e ou sugestões e; assim estaremos agindo de forma igualitária como todas as demais entidades e instituições do trade turístico nacional.

Com o objetivo de dar celeridade conjuntamente com o planejamento 2020 /2025 com planos de ações a serem desenvolvidas pelas assessorias técnicas criadas abaixo, já iniciando de forma imediata suas ações em nível nacional 2020. Por meio desta resolução criamos as assessorias da ABBTUR Nacional, com os seguintes coordenadores conforme abaixo:

• Assessoria de Comunicação Digital - Tur. Silvia Guimarães;
• Assessoria de Regionalização Turística - Tur. Rita Michelon;
• Assessoria de Articulações e Relações Institucionais - Tur. Eduardo Miranda;
• Assessoria de Marketing e Estratégias - Tur. Sandro Bello;
• Assessoria de Observatório de Inteligência Turística - Tur. Giovanna Tavares;
• Assessoria de Relações com Entidades do Trade Turístico - Tur. Tânia Omena;
• Assessoria de Eventos e Segmentação - Tur. Milton Craveiro Jr;
• Assessoria de Secretaria e Relacionamentos - Tur. Maria Regina Lima;
• Assessoria de Resgate Histórico e Acervo Institucional – Tur. Maria José Giaretta;
• Assessoria de Imprensa e Cerimonial - Tur. Leonardo Lares;
• Assessoria de Projetos Turísticos e Culturais – Tur. Berenice de Albuquerque Tavares;
• Assessoria de Assuntos Internacionais – Tur. Rosana Lima;
• Fórum de Cursos Acadêmicos e Adequação ao Mercado de Trabalho - Tur. Silvia Cabral;

Todo o grupo de turismólogos e profissionais de turismo precisam estar unidos e apoiados em suas metas estratégicas e as seccionais deverão seguir o mesmo foco de propósitos e atuação. Portanto, a presidência solicita o alinhamento de toda a equipe e assim tornaremos nossos afiliados satisfeitos e colaboradores para captar novos integrantes para a maior rede de profissionais especializados e de interesse público do Brasil.

Art. 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação no site da ABBTUR Nacional, e por comunicação via e-mail.

Rio de Janeiro, 21 de maio de 2020.


Lenora Horn Schneider
Presidente da ABBTUR Nacional

 

 

RESOLUÇÃO ABBTUR NACIONAL nº 004/2020

 

A Presidente da ABBTUR Nacional no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 31 e Art. 34, para fins previstos no Estatuto Social, considerando a decisão da Diretoria proferida em reunião realizada virtualmente na data de dezenove de maio do ano de dois mil e vinte, haja vista o impacto econômico da pandemia do COVID 19, ad referendum, RESOLVE:

Art. 1º - Resolve atender de forma independente e descentralizada as demandas das seccionais ativas, e as seccionais em fase de reestruturação e/ou de fundação por meio da constituição de grupos gestores legais. Portanto as reuniões poderão ser agendadas e realizadas virtualmente com a Diretoria Executiva através de e-mail com pauta a ser considerada e ou sugestões e; assim estaremos agindo de forma igualitária como todas as demais entidades e instituições do trade turístico nacional.

Nosso objetivo é definir conjuntamente o planejamento 2020 /2025 com planos de ações pelas assessorias técnicas, já iniciando no segundo semestre 2020. As próximas eleições da ABBTUR Nacional para a definição da futura presidência e diretoria será em abril de 2021. Também propomos a construção de um novo organograma com Assessorias Técnicas, em caráter provisório e voluntário, para auxiliar a Diretoria Executiva a executar programas e projetos com as expertises de cada gestor visando a implantação de atividades mensais, semestrais de forma planejada pela ABBTUR e para que possa retomar seu protagonismo no cenário nacional . Vamos priorizar a certificação digital e a construção de um portal abbtur, que contemple aos interesses das seccionais afiliados e trade turístico em geral. Neste espaço de identidade jurídica e de interesse dos turismólogos e profissionais de turismo em suas diversas categorias. Sendo assim seremos mais competentes com os anseios do mercado e definindo nossas estratégias para a sustentabilidade da Entidade Nacional e suas Seccionais. Esperamos resultados positivos a curto e médio prazo e a consciência dos impactos de uma gestão mais transparente e eficaz.

O momento vivido por toda cadeia produtiva do setor exige um novo olhar para o turismo em geral e a empatia e um associativismo forte nos dará a visibilidade esperada por todos.
A Proatividade é necessária em todos os processos administrativos e de gestão e é este o momento da virada para o futuro para nossa organização . E, agora, neste momento do primeiro semestre de 2020, diante de toda essa crise causada pela pandemia do corona vírus -19 , toda dificuldade pode se tornar uma grande questão de conflitos de forma individual nos negócios e também em organizações privadas de classe .Desse modo, antecipar as adversidades das seccionais e seus afiliados será o melhor a oferecer para o alcance de experiências positivas e seguras.

Todo o nosso grupo de turismólogos e profissionais de turismo precisam estar unidos e apoiados em suas metas estratégicas e as seccionais deverão seguir o mesmo foco de propósitos e atuação. Portanto, solicitamos o alinhamento de toda nossa equipe e tornaremos nossos afiliados satisfeitos e colaboradores para captar novos integrantes para a maior rede de profissionais especializados e de interesse público do Brasil.

Art. 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação no site da ABBTUR Nacional, e por comunicação via e-mail.

Rio de Janeiro, 19 de maio de 2020.


Lenora Horn Schneider
Presidente da ABBTUR Nacional

 

 

 

RESOLUÇÃO Nº 003, de 07/06/2016 da I CONVENÇÃO NACIONAL DOS TURISMÓLOGOS

DISPÕE SOBRE INDICAÇÕES PARA SUBSIDIAR O DETALHAMENTO JURÍDICO DA LEI 12.591, DE 18 DE JANEIRO DE 2012.

A ABBTUR - Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo, no uso das atribuições estatutárias que lhe confere o Art.4º do seu Estatuto que estabelece os objetivos da entidade, esclarece que;
Considerando a deliberação unânime da plenária da I Convenção Nacional dos Turismólogos, com o tema “Turismólogo, profissão de interesse público” realizada no Rio de Janeiro dias 06 e 07 de junho de 2016, no Auditório da OABRJ;
Considerando que o turismo segue sendo um motor chave da economia mundial e setor vital para a geração de trabalho e renda, redução da pobreza, proteção ambiental, a paz, o entendimento intercultural e a sustentabilidade mundial;
Considerando que em 2015 as chegadas de turistas internacionais alcançou um total de 6,3 milhões;
Considerando que os profissionais Turismólogos precisam adquirir conhecimentos holísticos que visem a intersetorialidade e que na atuação profissional são imprescindíveis à prevenção da saúde da coletividade, à proteção do patrimônio cultural, ambiental, histórico e imaterial e ao desenvolvimento sustentável, caracteriza-se como profissão de interesse público;
Considerando que sejam garantidas as propostas aprovadas, encaminhadas pela ABBTUR, para alteração na Lei Geral do Turismo e no esboço do Documento Referencial do Plano Nacional de Turismo 2016 – 2019;
Considerando que agora profissionais reconhecidos, exigem a instituição pelo Poder Executivo do Conselho Federal de Turismo – CFTur, para atuar na fiscalização da responsabilidade do exercício profissional; conforme respaldado pelo Acordão 1163/2016, do TCU.
RESOLVE:
Artigo 1º - Fica estabelecido que o título profissional de Turismólogo somente deve ser apropriado por profissionais de nível superior, conforme indica CBO 1225-20 – Turismólogo, do Ministério do Trabalho, portanto reconhecemos e adotamos a categorização do título profissional Turismólogo ao:
a) Turismólogo Bacharel em Turismo e/ou Hotelaria, conforme Resolução Nº 13, de 24 de novembro de 2006, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Turismo;
b) Turismólogo Tecnólogo, àquele que operacionaliza as atividades para o desenvolvimento do turismo, conforme define o Artº 5, da Lei 9394, de 20/11/1996, regulamentada pelo Decreto Nº 5154, de 23/07/2004, e a Portaria Nº 413, de 11/03/2016 que institui o Catálogo Nacional de Curso Superior de Tecnologia, Ministério da Educação - MEC 2016;
c) Turismólogo Licenciado àquele com Licenciatura Plena, conforme Artº 12, da Resolução Nº 13, de 24/11/2006;
d) Turismólogo Provisionado, desde que atue há mais de 05 (cinco) anos comprovadamente, conforme sua área de formação de nível superior, em qualquer das atividades estabelecida no Artº 2 da Lei 12591/12. A análise dos documentos comprobatórios só poderá ser feita pelo Conselho Federal de Turismo – CFTur, quando legalmente instituído pelo Poder Executivo.
Artigo 2º - Fica constituída a Comissão da I Convenção Nacional dos Turismólogos incumbida do monitoramento e acompanhamento, constituída por representantes da ABBTUR Nacional e Seccionais:
Parágrafo Único – São signatárias desta Resolução da I Convenção Nacional dos Turismólogos, as seguintes entidades:
- ABOTTC - Associação Brasileira de Operadores de Trens Turísticos e Culturais
- Comissão de Turismo da ACRio – Associação Comercial do Rio de Janeiro
- FORNATUR - Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo
- ANSEDITUR - Associação Nacional dos Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo
- BRC&VB - BRASIL Convention & Visitors Bureaux
- CNM - Confederação Nacional de Municípios
- CONTRATUH - Confederação Nacional dos Trabalhadores do Turismo e Hotelaria
- SINDETUR SP - Sindicato das Empresas de Turismo de São Paulo
- SINTUR RJ - Sindicato dos Traabalhadores do Turismo do Rio de Janeiro
- CIETH - Centro Integrado de Estudos de Turismo e Hotelaria
- COMISSÃO DE TURISMO DA OABRJ
- COMISSÃO DE TURISMO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
- COMISSÃO DE TURISMO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAZONAS
- COMISSÃO DE TURISMO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
- NELTUR NITERÓI – Empresa de Lazer e Turismo S/A
- SECRETARIA DE TURISMO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro, 07 de junho de 2016


Tur.Elzário Pereira da Silva Júnior
Presidente ABBTUR Nacional

 

 

Resolução nº 002/2014


Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2014.


Caríssimos Diretores Nacionais e Presidentes das Seccionais Regionais,

A Diretoria Executiva da ABBTUR Nacional, preocupada em contribuir para o fortalecimento da entidade e proporcionar um maior avanço do turismo nacional, afirmando o reconhecimento dos profissionais, solicita aos dirigentes das Seccionais Regionais, maior articulação e determinação no encaminhamento dos trabalhos desenvolvidos pela entidade.
Conforme definido em Assembleia Ordinária em setembro de 2013, não estão isentos da taxa de afiliação os membros da Diretoria Nacional, mas ficarão isentos os membros, externos da Diretoria Nacional, mas que compõem o Comitê Nacional, convidados como afiliados Beneméritos.
Fica recomendado que na atualização dos Estatutos das Seccionais Regionais, conste que o método de produção das Carteiras de Identificação de Afiliação ABBTUR (CIA ABBTUR) seja definido em Assembleia Ordinária da ABBTUR Nacional.
Fica estabelecido que na elaboração de projetos e consultorias, seja para iniciativa privada seja para órgão público, que resultem em percentuais financeiros para a Seccional Regional ou para a ABBTUR Nacional, sejam remunerados os profissionais envolvidos, desde que sejam afiliados adimplentes à ABBTUR.
Serão definidos critérios para parcerias de convênios com intuito de terceirizar prestação de serviços de planejamento turísticos, desde que seja destinado percentual para a Seccional Regional, desde que em plena regularização institucional, ou para a ABBTUR Nacional que pode atuar em todo território nacional.
Fica estabelecido a indicação de um membro de cada Seccional Regional que terá a função de ACOLHEDOR/A para ser informado e receber os e-mails de acolhimento e boas vindas emitidos pela Diretoria Executiva para as pessoas que intencionam se afiliar à ABBTUR, via sistema de afiliação digital, com intuito de tomar conhecimento dos interessados em se afiliar e assim estimular e aproximar esses interessados em suas bases, até o procedimento de fechar anuidade da afiliação. Solicitamos que enviem brevemente nome e contato email do ACOLHEDOR/A da Seccional para nossas devidas providências.
Como podemos perceber os desafios são muitos e para tanto é muito mais importante ainda nossa união, nossa articulação nos trabalhos desenvolvidos como o fortalecimento das nossas Seccionais Regionais a partir das afiliações.
Informamos que, até final do mês de setembro, essas determinações deverão ser cumpridas, senão fica a ABBTUR Nacional sujeita a aplicar o item b – DAS PENALIDADES estabelecidas no Capítulo III, Art.14º do Estatuto.

Saudações Turismólogas,

Turº Elzário Pereira da Silva Júnior e Diretoria Executiva
Presidente ABBTUR Nacional

 

 

Resolução nº 001/2013


Rio de Janeiro, 27 de agosto de 2013


Caríssimos Diretores Nacionais e Presidentes das Seccionais Regionais,

A Diretoria Executiva da ABBTUR Nacional, preocupada em contribuir para o fortalecimento da entidade e proporcionar um maior avanço do turismo nacional, afirmando o reconhecimento dos profissionais, solicita aos dirigentes das Seccionais Regionais, maior articulação e determinação no encaminhamento dos trabalhos desenvolvidos pela entidade.

Sugerimos cumprir o dever do repasse da semestralidade, conforme CAPÍTULO II, Artº 11 do Estatuto e o CAPÏTULO VI, Art.30º do Regimento Interno.
Contamos com o empenho e solidariedade das Seccionais Regionais no cumprimento das recomendações exigidas pelo MPF/MG a fim de lograrmos êxito no arquivamento do Inquérito Civil, sob pena de aplicabilidade nos termos do ordenamento jurídico brasileiro. É importante frisar a necessidade urgente de inclusão para acatamento das recomendações judiciais, comprovando o seu cumprimento.
Determinamos, portanto, que sejam usadas imediatamente em todas as correspondências oficiais, correspondências eletrônicas, emails institucionais, folders, sites e blogs as seguintes recomendações judiciais:
“É livre o exercício da profissão, segundo a Lei 12591/12. Inexigibilidade de registro profissional em qualquer órgão da administração pública para exercício da profissão ou em editais de concurso público. A afiliação é facultativa, uma vez que a profissão de Turismólogo não é representada por nenhum conselho profissional autárquico da classe.”

Maiores esclarecimentos, solicitamos entrar em contato com a Diretoria Executiva a fim de que possamos ultrapassar mais esta etapa de nossa luta pela regulamentação da Lei 12591/12.

Aproveitamos a oportunidade para determinar, visando uniformidade da identidade visual da nossa entidade e a aprovação na última Assembleia Ordinária, a padronização para utilização da atual denominação Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo, além da logomarca estabelecida pela Diretoria Executiva, conforme CAPÍTULO II, Art.5º,§4º do Estatuto “As Seccionais Regionais adotarão a sigla "ABBTUR", seguida da abreviatura da Unidade da Federação. E na logomarca, estabelecida pela Diretoria Executiva, o nome por extenso da Unidade da Federação.” Sugerimos usar o modelo abaixo, usando a mesma fonte , conforme abaixo:

Como podemos perceber os desafios são muitos e para tanto é muito mais importante ainda nossa união, nossa articulação nos trabalhos desenvolvidos como o fortalecimento das nossas Seccionais Regionais a partir das afiliações.

Portanto, determinamos que as Seccionais Regionais considerem o atual Estatuto e Regimento Interno da ABBTUR Nacional e cumpram o que nele foi definido e aprovado pelos membros do Comitê Nacional na última Assembleia Geral Ordinária, realizada em 22 de março de 2013, que também aprovou a transferência do CNPJ de Brasília para o Rio de Janeiro.
Informamos que, até final do mês de setembro, essas determinações deverão ser cumpridas, senão fica a ABBTUR Nacional sujeita a aplicar o item b – DAS PENALIDADES estabelecidas no Capítulo III, Art.14º do Estatuto.
Anexo, enviamos documentos referentes ao inquérito civil do MP/MG, além do Estatuto e Regimento Interno atualizados, que estão em processo de registro cartorial. Qualquer alteração exigida, comunicaremos.

Saudações Turismólogas,



Turº Elzário Pereira da Silva Júnior e Diretoria Executiva
Presidente ABBTUR Nacional

 


 Parceiros